17 de maio de 2016

A importância da última saga

Venho notado últimamente que Orihime vem desencadeando ódio puro dos haters - especialmente de alguns shippers IR's -, mas convenhamos, pessoal, não é por menos, né? Bleach tá acabando, e até o momento Kubo só vem contemplando cenas IH's. Desde o ínicio da saga ele vem intercalando cena após cena entre Ichigo e Orihime, e em cada cena mais aproximação...
Parece que esse novo cenário - mais íntimo entre os ruivos - vem sendo efetivado cada vez mais, senão vejamos:




































Engraçado que Orihime poderia ter protegido Ichigo nesse momento de diversas maneiras - havia outras maneiras -, mas Kubo resolveu que abraçar era uma maneira melhor. E além disso, focou essa cena em Orihime e Ichigo, Chad simplesmente foi excluído no quadro final.



























Kubo tem feito questão, nessa última saga, de aproveitar Orihime fazendo ela proteger Ichigo.










































































Achei bastante fofo da parte de Ichigo não querer por às culpas em Orihime, jogando ela toda em cima de Kon.










Nota de indignação: Essa cena foi desnecessária. Apesar de entender que Orihime não usou essas roupas para atrair Ichigo sexualmente, como havia dito em outra análise, me senti mal por ela ser usada pelo Kubo como fanservice. E de fato ele faz isso bastante com ela e com outras personagens...
Enfim, a cara do Morango nessa cena foi à melhor <3


Não tomo essa cena como romântica, mas acho deveras curioso a maneira como Kubo vem focando em quadros onde Ichigo está perto de Orihime, diversas vezes! Não irei mostrar todas, para não estender essa postagem, mas tenho certeza que mesmo não mostrando todas, vocês, leitores, devem estar bastantes cientes disse número de focos dados aos ruivos.

Mesmo em imagens distantes - e pequenas -, é visto essa proximidade entre Ichigo e Orihime.




































Não fui Chad o escolhido para tentar consolar Orihime em um momento feliz, foi Ichigo, mas porque? 











































































Alguns pontos que quero comentar...
Pergunto a vocês: Se determinado casal fosse impopular, e a intenção de seu autor fosse que o referido casal se tornasse cannon, o que ele faria para não chocar o fandom contrário do shippe que será concretizado? Resposta: Nesse caso, Kubo afastaria Ichigo e Rukia e uniria cada vez mais Orihime e Ichigo. Ele não faria isso de uma vez, faria isso com o tempo. Introduziria mais e mais cenas IH's, para que os IR's se acostumassem com elas e aos poucos fossem desacreditando no seu shippe.
Essa lógica citada à cima faz todo sentido, quando nos deparamos com à realidade do fandom IR que anda defasado. O fandom dos Eua mesmo já perderam às esperanças. Alguns IR's brasileiros que conheço simplesmente desistiram de shippar (outros até pararam de ler o mangá) e os mais convictos, embora não cedam, confessaram que ficaram mexidos com as cenas dessa última saga (Até mesmo as moderadoras IR's de certas páginas confessaram esse desgosto). Não é atoa que algumas páginas IR's não param de tentar contrariar, com uma análise em cima da outra, esse foco todo em cima da Orihime e do Ichigo (essa atitude mostra o quanto estão inseguras). Sério, nem eu que sou IH comentei tanto sobre tais cenas!
PS: Parece que de fato os planos de Kubo estão dando certo. Fãs de Bleach neutros, passaram à acreditar que Orihime vai ficar com Ichigo atualmente e considerando que esse público neutro é o público alvo de Bleach (shippers ainda estão em menor número), e que eles não estão nenhum pouco incomodados com à aproximidade IH, possivelmente Kubo não vai parar com tais cenas muito cedo.
O que vocês, IR's, esperam? Que Kubo una um casal, seja ele IH ou IR antes do fim? Porque é essa ideia de vocês ao tentarem argumentar em cima de algo óbvio "Se ele não uniu Ichigo e Orihime até o momento, não fará isso mais. Afinal tiveram tempo para isso". Em parte concordo com isso, mas quando nos referimos a um shounen essa realidade não é aplicada. Mesmo com casais mais do que certos, mangakás – de shounen – não unem seus personagens assim. Eles criam uma história para o casal – um casal precisa ter uma história, afinal – e faz fanservice atrás de fanservice, afinal que graça teria unir um casal sem antes enlouquecer os fãs com cada momento entre eles? Vejam Lucy e Natsu, que praticamente dormem na mesma cama e nem mesmo ficaram juntos ainda. Hiro quer que os fãs enlouqueçam com cada cena NaLu, não teria graça caso eles dois ficassem juntos muito cedo. É preciso muita ansiedade, suor e trajetória para que depois um casal se una. A vibração de torcer por um casal é muito maior que a  união concreta deles no fim. A graça está na vibração.
Sobre sentimentos unilaterais:

Eu já havia comentado sobre esse argumento estruxulo da unilateralidade, mas minhas ideias merecem esforço.
Unilateralidade é outra instância que não deveria ser usada como argumento em análises, principalmente, e volto a falar disso, no que diz respeito a shounen.
Primeiramente porque a união de casais sempre é no fim, até mesmo os presumíveis  (Edward e Winry por exemplo), então para que isso tenha fundamento é muito óbvio que os autores precisem barrar essa situação – a união –, de alguma forma. E quer forma melhor de fazer isso não revelando os sentimentos de um personagem? Não queiram não aplicar essa situação entre Ichigo e Rukia, pois ela se aplica sim. Minha principal crítica, no entanto, é que nenhum dos dois mostrou de fato que sente algo um para o outro. Por isso sempre digo, não existe argumento mais contraditório – pra não dizer burro – que esse, afinal tanto Ichigo quanto Rukia jamais demostraram sentimentos concretos um pelo outro, então afinal, quem está com a desvantagem aqui. Os IH’s com sua unilateralidade ou os IR's com seu shippe sem demostração de amor?
Comoção Ichihime esses últimos capítulos


“O que Kubo tá fazendo com Orihime é valorizar seus poderes. Enfatizar sua importância”.

“Não há nada demais nesses últimos capítulos. Somente Orihime demostrou algo ali”.

Argumentos fracos, sem um pingo de contexto!

Qualquer um com um mínimo de conhecimento em shounens sabe que é mais do que normal que a trajetória de um casal – sua história de amor – quase sempre seja formada por um dos personagens. A comoção quase sempre parte de um só lado – a história de amor, é formada por um personagem -. A história de Hinata e Naruto pode ser contada de forma bonita, mas não há dúvidas que 95% dela foi feita somente por Hinata (dando pomada pro Naruto, sendo motivada por ele, se sacrificando por ele). Se fossemos contar a história de amor deles pelo ponto de vista de Naruto, veríamos o quanto ela é defasada.
“Ele protegeu Hinata na infância, ficou irado ao ver ela ferida por Pain e depois disso abraçou Sakura, e do nada se apaixonou por Hinata no filme”.
Ainda querem falar do Ichigo? Por favor, ele teve muito mais demonstrações de afeto e carinho por Orihime do que Naruto por Hinata e mesmo assim tem gente que acha que o relacionamento NaruHina é cheio de flores e a Ichihime é irreal – eu sou Sasusaku, mas meu shippe teve uma formação pior que a NaruHina -.

Esse tipo de situação tem ocorrido bastante em shounens atuais. Onde somente um dos lados demostra que gosta do outro.

PS: Querendo ou não, todo os momentos Ichihimes - mesmo que por parte da Orihime - computam na história de amor de Ichigo e Orihime.


Conclusão
Orihime está muito forte, muito mesmo, de tal maneira que conseguiu defender Ichigo de um ataque do Yhwach e isso não é pouco. Considerando isso, faria muito mais sentido que Orihime viesse a lutar individualmente com alguém, talvez algum dos guardiões que Chad está lutando. Ela tem devido potencial para isso, como estamos reparando nesses últimos capítulos, mas Kubo por alguma razão achou melhor introduzir ela junto de Ichigo contra Yhwach, mas por quê? Dos tantos rumos que Kubo poderia dar para Orihime (e existiam milhares de rumos que se pode pensar), para valorizar seus poderes, porque ele está fazendo isso com ela juntamente de Ichigo? Faria muito mais sentido que Ishida estivesse junto de Ichigo para lutar contra Yhwach. O rei dos quincys deve isso a eles, por tirarem suas mães; haveria motivos para esses dois lutarem lado a lado, mas qual o motivo de fazer isso com Orihime e Ichigo? Se a intenção era valorizar os poderes de Orihime, isso poderia ser feito sem que ela precisasse de Ichigo, mas se a intenção vai além disso... se a intenção é valorizar a imagem de Ichigo juntamente de Orihime, unindo cada vez mais eles, Kubo está fazendo isso perfeitamente.
Repito, como havia dito antes: Simplesmente não tem lógica fomentar uma relação fadada ao fracasso. Se Kubo tivesse intenção de não unir Orihime e Ichigo, afastaria eles o máximo possível; além disso ele não daria importância aos sentimentos de Orihime (ele tem valorizado eles demais). Para que no final, houvesse explicação para a não concretização Ichihime (e seria errado da parte do Kubo dar tanto valor aos sentimentos da Orihime e depois torná-los inválidos. Seria mais certo, simplesmente esclarecer que ela não ama mais Ichigo). Mas ao que parece Kubo não tem intenções para isso...
Kubo mais e mais vem aproximando Orihime e Ichigo de diversas maneiras possíveis, até mesmo em cenas sem relevância nenhuma eles estão perto um do outro (um bom meio de acostumar os fãs, com à ideia deles juntos) e não há modo de não achar que todos esses fatos na saga atual são no mínimo insuantes.
Assim como Orihime e Ichigo estão ganhando destaque, do mesmo modo Renji e Rukia estão ganhando espaço, de uma maneira totalmente insinuante – bem como Ichigo e Orihime -, essa saga inteira eles não desgrudaram um do outro.
Por último, sejamos sinceros, Orihime e Ichigo estão cada vez mais próximos, Renji e Rukia também, Rukia e Ichigo estão afastados e atualmente Bleach está na reta final (finais sempre são decisivos). Essa realidade é tão dificil de encarar? Há tantas insinuações, jogos de cena (em um quadro Rukia e Renji e do outro Orihime e Ichigo), que é simplesmente alienação não encarar a realidade atual de Bleach.

Comente com o Facebook: