6 de março de 2016

Até quando o ciúmes de Orihime será tomado como argumento forte?



Já se passaram quase 10 anos desde que Orihime sentiu ciúmes pela primeira vez de Rukia e desde lá inúmeras vezes os IR's invocaram o tal ciúmes com a intenção de atestar que seu shippe vai ser cannon. Esse argumento ultrapassado e repetitivo, no entanto, é cheio de defeitos.

Em primeira instância gostaria de entender uma coisa: Só porque Orihime sentiu ciúmes de Rukia é obrigatório assumir que a baixinha irá ficar com Ichigo? Devo assumir então que Orihime vá ficar com Shinji e Kensei, pois Hiyori e Mashiro sentiram ciúmes dela? Talvez Orihime venha a ficar com Ichigo também, pois Riruka sentiu ciúmes dela com o ruivo. Acho que Ichigo no final vai ter é que ficar com Orihime, Rukia e Nelliel, pois Inoue sentiu também ciúmes dessa última.
PS: Por mais que tentem negar, Ulquiorra sentiu ciúmes de Orihime com Ichigo.

Percebem que logo no início dessa análise é fácil enxergar o quanto esse argumento é falho e que só isso bastava para evidenciar que ele ilude muita gente?
Quando algum IR vai tentar faz uma "análise" sobre os ciúmes de Orihime em prol do shippe deles, eles esquecem de pautar todos os detalhes ou então simplesmente se abstêm de comentar sobre tais detalhes, justamente para não desmerecerem os textos sem fundamento deles.

 Em que momento os ciúmes de Orihime foram inseridos? Toda análise precisa de um contexto, e foi desse contexto que o antagonismo esqueceu de mencionar e que hoje mais uma vez irei comentar.
Kubo Tite desde o início de Bleach vem trabalhando um pouco na personalidade de Orihime, inserindo ideias de que ela se sentia inútil desde a primeira saga, que serviu para estabelecer a fragilidade emocional da personagem que culminou na sua partida para o Hueco Mundo.
Ao contrário da saga dos vaizards, onde Orihime demostrou fragilidade emocional, a saga do Hueco Mundo serviu para resgatar a confiança de Orihime em si mesma (apesar dos autos e baixos). O ponto de partida dessa confiança, aliás, foi justamente o envolvimento da ruiva com Rukia, que deu forças à personagem para se reerguer.

 Vamos a algumas cenas onde notamos a fragilidade emocional de Orihime:
















Entre essas cenas onde Orihime demostra estar fragilidade, é visto que Chad compartilha dos mesmos receios. Ele também se sentia inútil.


De fato Chad e Orihime muitas vezes sofrem com essa diferença nos poderes em comparação a Ichigo, Ishida e o restante dos shinigamis.
Até mesmo na saga atual eles se impuseram, mostrando que queriam fazer diferente.





























Não foi só a Orihime que sofreu nesse período, com a chegada dos arrancars, mas Chad também e isso por si só já demostra a intenção de Kubo. Ele queria mesmo mostrar a fragilidade da ruiva e do moreno.
No entanto, como Orihime era protagonista da saga do Hueco Mundo, ela teve uma atenção especial.

















































Curiosidade: Até essa cena Ichigo salvou Orihime pouquissímas vezes, o que soa engraçado, pois a ruiva salvou muito mais ele do que ao contrário.
Essa cena serviu justamente para frisar o quanto Orihime possui baixa-estima e as intenções de Kubo por trás dessas palavras.




















































Logo depois que Orihime tenta atingir Yammy o mesmo para o ataque da ruiva. Então Ichigo aparece.

































Ao invés de ficar feliz, Orihime se sente culpada, inútil e triste.


































Enfim o momento que Orihime sentiu ciúmes. O mais revelador nessa declaração é que Orihime cita o fato de não poder ajudar. No fundo o que Orihime sentiu foi muito mais parecido com inveja. Ela queria ser como Rukia para poder lutar na frente de batalha e sair da posição em que se encontrava (que para ela era inútil).
O fato de Orihime citar que Rukia é gentil e bonita mostra o quanto a personagem estava frágil, incapaz de reconhecer as próprias qualidades.
Para não me estender mais sobre essa cena em questão, gostaria que vocês pensassem sobre o motivo que fez Ichigo de fato ficar feliz. Rukia levou ele para lutar contra um hollow e mesmo isso não deixou o ruivo feliz. Afinal o que fez Ichigo ficar feliz? O que deixou Ichigo feliz foi poder encarar Orihime de frente e garantir que ele protegeria ela, pois vê-la ferida doía demais nele. O que Rukia fez foi dar um empurrão no protagonista para que ele se abrisse com Orihime.

Ainda falarei mais sobre isso, mas pensem no que eu acabei de falar e reflitam se de fato isso não faz sentido.
PS: A própria Matsumoto depois de ouvir Orihime, chama ela de tola, pois sem perceber, Orihime também ajudava Ichigo, porém ela não conseguia reconhecer a si mesma (como inúmeras vezes demonstrou não reconhecer).

Depois de se motivar vendo Ichigo treinar Orihime vai até Urahara.



































Vale a pena vocês lerem o diálogo, ele nos transmite com bastante realidade o que Orihime estava passando.

































Chad sabe pelo que Orihime está passando, justamente porque ele compartilhava dos mesmos medos e por isso essa reação tão forte.







































































E pra finalizar, temos à aceitação de Orihime sobre sua posição como uma pessoa incômoda na guerra.
































Vou pular alguns capítulos e comentar sobre mais uma cena que pode ser interpretada de duas maneiras:
Orihime sabe que Ichigo está mal, não só porque Rukia está ferida, mas porque todas as pessoas à volta do Morango estão feridas e isso faz ele se sentir culpado. Vou considerar que o que Orihime sentiu na verdade seja ciúmes, pois muitos interpretam dessa forma. Acompanhem comigo o que acho dessas cenas e entendam como o possível ciúmes é infundado:

Antes de mais nada, vamos tentar entender Ichigo?

Um capítulo antes da reação de ciúmes de Orihime, Ichigo se encontrava dessa maneira:




Depois de lutar contra Grimmjow, Ichigo fica nesse estado.

































Ao contrário de muitos incoerentes que encontro por aí, Ichigo não direcionou seus sentimentos de culpa só para Rukia, mas para todos os feridos no campo de batalha.




































































Um capítulo depois Orihime senti ciúmes. Mas houve necessidade para tal ciúmes? Vamos analisar o que veio depois disso.
































Um capítulo depois da cena onde Orihime sente ciúmes vemos Ichigo refletir sobre os últimos acontecimentos.
Eu gosto de dizer que não existe hierarquia nessas cenas. Ichigo pensou tanto em Rukia quanto em Orihime, porém...






















Porém, embora os eventos onde Rukia tenha se ferido fossem mais recentes, Ichigo preferiu ir até o local onde os eventos mais antigos ocorreram, onde Orihime se feriu, e olha que a cidade (onde Rukia se feriu) era mais perto que à floresta onde à ruiva apanhou para Yammy.
























A conclusão que tiro dessas últimas cenas é que de fato não houve motivos para Orihime sentir ciúmes de Ichigo, pois o próprio demostrou sensibilizado não somente com Rukia, mas com os amigos no geral, embora ele tenha se mostrado mais comovido com Orihime, como vocês notaram pelas últimas cenas.
O engraçado é que quando invocam a tal cena que Orihime sente ciúmes o pessoal esquece de acrescentar o restante das cenas que anulam ideias sobre o ciúmes da ruiva serem sérios. Na verdade Orihime só sentiu ciúmes, pois estava em uma fase dura e difícil, não somente para ela, mas para as pessoas que amava.
PS: Cronologicamente Orihime sentiu ciúmes antes das cenas de Urahara, onde ele menciona que ela seria um incômodo. Como eu tinha as cenas do Urahara no pc acabei inserindo elas primeiro *risos*.

Conclusão geral:

Eu realmente não queria fazer uma análise tão grande justificando uma coisa tão simples que foram o ciúmes de Orihime, mas foi necessário justamente para mostrar com todas as fontes de que isso está longe de ser um argumento forte, justamente por ser duvidoso.

Ignorar o contexto onde os ciúmes de Orihime foram inseridos é se limitar quanto a uma interpretação lógica dos fatos, pois não tem como negar que Orihime sentiu ciúmes em uma fase difícil da sua vida. Dessa maneira é possível compreender o motivo pelo qual posteriormente à ruiva não sentiu mais ciúmes de Rukia, pois a personagem encontrou a si mesma, recuperando sua autoconfiança perdida e descobrindo assim como Matsumoto havia dito que ela era capaz de animar Ichigo de outras formas, afinal ninguém é igual a ninguém.

Se Orihime sentisse ciúmes de Rukia ainda, ela demostraria isso como já mostrou, aliás, ela teve oportunidade para isso, mas não o fez. E o fato de não demostrar mais esses sentimentos torna evidente que Orihime não vê mais a baixinha como um obstáculo propriamente dito.

É compreensível que tentem inventar desculpas em cima de uma situação passada que já tem quase 10 anos de distância do capítulo atual do mangá, pois é difícil invocar muitos argumentos em uma relação onde os personagens sempre escolhem viver nos seus mundos de origem (para não falar outras coisas), mas não tem como fugir da realidade atual de Bleach.
Não importa o quanto copiem e colem as mesmas análises ultrapassadas e com déficit de informação (afinal Orihime por vezes animou Ichigo depois da saga Vaizard) ou o quanto invoquem automaticamente os ciúmes de Orihime como forma de defesa, pois a maior prova de que esse argumento é inválido é o fato de Orihime ter superado o tal ciúme e o fato de que é evidente que Kubo nunca mais deu ênfase para essa situação, ficando ela assim no seu devido lugar, no passado (embora ela ainda esteja no presente daquelas mesmas pessoas que só conseguem fazer análises da primeira saga de Bleach).

Comente com o Facebook: